Dentistas especializados, pertinho de você!

Posts marcados ‘dente de leite’

Bruxismo afeta crianças

Além de causar enxaqueca, como vimos neste post, ranger os dentes durante o sono ou mesmo de dia pode desgastá-los e amolecê-los progressivamente, e está associado a outro tipo de desgaste: o emocional. E isso vale também para crianças.

Bruxismo pode acometer crianças e adultos.

Acordar com os músculos da mandíbula doloridos ou com dor de cabeça pode ser sinal de bruxismo: o hábito de ranger ou apertar forte os dentes. O problema pode trazer como consequência desgaste e até amolecimento dos dentes, pode acometer pessoas de todas as idades inclusive crianças. As causas estão relacionadas principalmente à tensão emocional e ao fechamento inadequado da boca.

No caso das crianças, a maior dificuldade está em como identificar os sintomas, uma vez que a própria criança nem sempre sabe comunicar o que está havendo. A chave é estar atencioso e levar a criança ao dentista, para iniciar o tratamento o mais cedo possível.

Como identificar

Por ser um hábito inconsciente, porém comum durante o sono, muitas vezes o paciente só percebe que tem bruxismo se alguém ouvir o seu ranger. Um alinhamento incorreto dos dentes e o fechamento inadequado da boca também estão presentes na maior parte dos casos, e podem ser responsáveis por intensificar o problema.

Apesar de ser mais frequente em pessoas de 15 a 40 anos, observa-se uma crescente ocorrência de bruxismo também durante a infância, principalmente na fase das trocas dentárias.

Desde o nascimento de todos os dentes de leite até a fase em que a criança começa a trocá-los pelos dentes permanentes, pode acontecer o bruxismo. Isso se dá devido aos desequilíbrios mastigatórios comuns a esses períodos. A causa, assim como nos adultos, está relacionada ao estresse, mas apenas uma avaliação profissional individual pode identificar possíveis causas associadas.

O diagnóstico geralmente é feito depois que surgem algumas complicações. Um exame rotineiro feito pelo dentista da criança pode ajudar a descobrir os dentes desgastados ou o esmalte do dente rachado. Outros potenciais sinais incluem dor na face que piora bastante pela manhã, na cabeça ou no pescoço.

Bruxismo tem tratamento

Após o diagnóstico, o dentista pode eliminar o bruxismo com aparelhos e desgastes seletivos dos dentes nos pontos que impedem uma mordida perfeita. Outra solução é o uso de placas de mordida, feitas sob medida para o paciente usar durante a noite. Estas placas ajudam a distribuir a força muscular em todos os dentes e não apenas em um ou dois mal posicionados.

No entanto, crianças em fase de trocas dentárias não podem usar as placas de mordida, já que sua dentição está em constante alteração. Assim, o tratamento se enquadra dentro do período pelo qual passa a criança e sua maturidade para compreender os procedimentos propostos. Em geral, atitudes mais invasivas, como placas e correções cirúrgicas, são evitadas.

Um passo importante para tentar curar ou pelo menos diminuir o bruxismo é cortar a tensão psicológica. Isso pode ser feito através da prática de esportes, ioga e exercícios de relaxamento. Já distúrbios psiquiátricos, como depressão e ansiedade, devem ser aliviados e medicados por um profissional competente.

Anúncios

Verdade ou Mentira?

Descubra o que é real e o que é mito na odontologia

Todo mundo já ouviu algumas dessas afirmações que separamos para você. Selecionamos as dúvidas mais comuns. Se a sua dúvida não está na lista abaixo, envie-nos a sua pergunta!

“Quanto maior a escova dental, melhor!”

Mentira. Já explicamos em um post anterior que a escova dental deve ser pequena ou média, para permitir alcançar todas as regiões da boca. A escova deve também apresentar todas as cerdas da mesma altura para uma completa massagem dos dentes e gengiva, alem, é claro, de ser macia.

“A perda dos dentes é consequência natural do envelhecimento.”

Mentira. É possível chegar à velhice com todos os dentes na boca. Basta tratar bem de doenças gengivais e traumas. A composição genética do paciente também pode ser determinante, mas com prevenção adequada, qualquer um consegue manter os dentes para a vida toda.

“Só preciso ir ao dentista se estiver sentindo alguma dor!”

Mentira. A ausência da dor não significa que não há problemas bucais. Uma das doenças mais perigosas, a periodontite, que é a inflamação gengival, costuma ser bastante indolor, manifestando-se geralmente quando o caso encontra-se em estágio avançado. Leia o post e saiba mais sobre esse mal silencioso que pode até afetar o seu coração.

“Bebês que ainda não possuem dentes não precisam fazer higiene oral.”

Mentira. Mesmo sem dentes é importante que os pais façam limpeza da gengiva e região com uma gaze umedecida. Os cuidados com os dentinhos dos bebês também já foram abordados em um outro post. Vale a pena ler de novo!

“Não existe tratamento de canal em dente de leite.”

Mentira. Muitos estudos atuais apontam da necessidade de manter os dentes de leite, pois são eles quem garantem a manutenção do espaço para os dentes permanentes. Se extraído antes do tempo, acidentalmente ou não, o dente permanente pode nascer fora do lugar. Por isso, se o tratamento de canal em um dente de leite ajuda a mantê-lo na boca por mais tempo, ele deve ser realizado.

“Chupeta faz mal à dentição das crianças.”

Verdade. Pelo menos na maioria dos casos. A chupeta pode até ser uma aliada, estimulando a musculatura e o nascimento de alguns dentes. No entanto, podem ser extremamente nocivas por causar a mordida aberta anterior, um problema gerado pelo uso prolongado da chupeta. Isso acontece porque ela tende a “empurrar” os dentes, impedindo que a mordida se feche por completo nos dentes da frente. É importante consultar o dentista sobre a correta época e indicação para o uso da chupeta.

“O bicarbonato de sódio em pó na escova funciona como clareador dos dentes.”

Mentira, apesar de ser abrasivo e remover manchas externas do dente, quando usado corretamente, se usado em excesso o bicarbonato pode causar abrasão no esmalte e consequentemente, hipersensibilidade dentinária. A grande maioria dos cremes dentais existentes no mercado contém bicarbonato na sua composição, sendo o suficiente para a limpeza diária. Porém, não há potencial clareador.

Vale o alerta: cuidado com promessas milagrosas de clareamento! Muitas delas se proliferam pela internet e são enganosas. Esfregar bicarbonato de sódio e suco de limão nos dentes é uma dessas promessas que acabam por corroer e degradar o esmalte dentário, amarelando e sensibilizando os dentes. Faça clareamento da maneira segura. Leia mais sobre isso neste post.

“Restaurações em resina são mais frágeis e têm maior possibilidade de fratura e infiltração que restaurações em amálgama.”

Mentira. As resinas modernas são resistentes e preparadas para durar por muito tempo. Não ficam devendo em nada em termos de resistência e adaptação para as antigas restaurações metálicas, e ainda têm a vantagem estética de possuírem a mesma cor natural dos dentes.

Outra vantagem é que a restauração em resina necessita de um desgaste menor do dente e não possui metais pesados na sua composição, como é o caso do amálgama.

“Se o dente de leite não cair sozinho, não preciso me preocupar com ele.”

Mentira. O dente de leite é temporário e serve como guia para a erupção do dente permanente. Se ele não cair sozinho, procure o dentista da criança e deixe que ele analise a situação com o uso de radiografias.

“Os sisos devem ser removidos, antes mesmo que eles nasçam.”

Mentira, não necessariamente. Os sisos, ou terceiros molares, só devem ser removidos quando for detectada a ausência de espaço para eles ou se o seu nascimento implicar em mau posicionamento dos demais dentes.

“Não existe contra-indicação para a colocação de implantes.”

Verdade. O que existe são fatores que podem diminuir a capacidade de sucesso estético ou funcional dos implantes. Se o paciente é fumante, ou tem problemas cardíacos, ou ainda deficiências ósseas, o dentista pode precisar ter mais cuidado na hora de planejar um caso ou usar opções alternativas, sem impossibilitar a colocação dos implantes.

“Os implantes ou próteses totais (dentaduras) não necessitam de controle periódico no dentista.”

Mentira. Assim como os dentes naturais, os implantes precisam de manutenção gengival e descontaminação a cada seis meses. Pacientes com próteses também devem fazer visitas regulares para higienização e avaliação da gengiva, além de outros cuidados.

Tem mais dúvidas? Mande para a gente: contato@odontocampeche.com.br

Cuidados com os dentinhos

Cuide do sorriso de seu filho desde cedo

Desde que o bebê nasce, mesmo antes dos primeiros dentinhos surgirem, é importante ter cuidados especiais. Esses cuidados garantirão que seu filho tenha um sorriso saudável por muitos e muitos anos!

Bebês

Mesmo sem dentinhos, a gengiva precisa ser bem cuidada. Após cada mamada, limpe bem a gengiva do bebê para evitar que bactérias se proliferem na região. Use uma gaze, uma fralda limpa ou uma dedeira especial. Cuidado com os cremes dentais. Antes de usar, converse conosco!

A cárie é uma doença transmissível, por isso, beijar a boca do bebê, assoprar o alimento dele e usar os mesmos copos e talheres pode transmitir a cárie para a criança.

A primeira visita ao dentista deve acontecer por volta dos seis meses de idade, quando os primeiros dentinhos começam a aparecer. É possível que cáries já tenham se desenvolvido, por isso, não hesite em levar logo o seu bebê para a cadeira do dentista!

Depois do primeiro ano

O ideal é que após o primeiro ano de vida a criança deixe de mamar para dormir. Se ela não conseguir, deixe-a mamar e depois escove os seus dentes ou ensine-a a levantar-se para higienizar a boca.

Esse é o conselho mais importante: não deixe a criança dormir com a mamadeira! Assim como você, adulto, deve escovar os dentes antes de dormir, as crianças também precisam aprender esses hábitos desde cedo. A cárie de mamadeira é muito comum, e só há uma forma de evitá-la: escovar bem os dentes antes de dormir!

O flúor

Essa substância é importantíssima para um bom desenvolvimento dos dentes nas crianças. O flúor fortalece o esmalte dos dentes — um tratamento que ajudará a criança pelo resto da vida.

Aprenda a administrar o flúor para seus filhos conversando com o seu dentista, aqui no Centro Odontológico Campeche!

Quer saber mais?
http://www.primeiradentista.com.br
http://guiadobebe.uol.com.br/dentes
http://www.colgate.com.br