Dentistas especializados, pertinho de você!

Posts marcados ‘enxaqueca’

Bruxismo afeta crianças

Além de causar enxaqueca, como vimos neste post, ranger os dentes durante o sono ou mesmo de dia pode desgastá-los e amolecê-los progressivamente, e está associado a outro tipo de desgaste: o emocional. E isso vale também para crianças.

Bruxismo pode acometer crianças e adultos.

Acordar com os músculos da mandíbula doloridos ou com dor de cabeça pode ser sinal de bruxismo: o hábito de ranger ou apertar forte os dentes. O problema pode trazer como consequência desgaste e até amolecimento dos dentes, pode acometer pessoas de todas as idades inclusive crianças. As causas estão relacionadas principalmente à tensão emocional e ao fechamento inadequado da boca.

No caso das crianças, a maior dificuldade está em como identificar os sintomas, uma vez que a própria criança nem sempre sabe comunicar o que está havendo. A chave é estar atencioso e levar a criança ao dentista, para iniciar o tratamento o mais cedo possível.

Como identificar

Por ser um hábito inconsciente, porém comum durante o sono, muitas vezes o paciente só percebe que tem bruxismo se alguém ouvir o seu ranger. Um alinhamento incorreto dos dentes e o fechamento inadequado da boca também estão presentes na maior parte dos casos, e podem ser responsáveis por intensificar o problema.

Apesar de ser mais frequente em pessoas de 15 a 40 anos, observa-se uma crescente ocorrência de bruxismo também durante a infância, principalmente na fase das trocas dentárias.

Desde o nascimento de todos os dentes de leite até a fase em que a criança começa a trocá-los pelos dentes permanentes, pode acontecer o bruxismo. Isso se dá devido aos desequilíbrios mastigatórios comuns a esses períodos. A causa, assim como nos adultos, está relacionada ao estresse, mas apenas uma avaliação profissional individual pode identificar possíveis causas associadas.

O diagnóstico geralmente é feito depois que surgem algumas complicações. Um exame rotineiro feito pelo dentista da criança pode ajudar a descobrir os dentes desgastados ou o esmalte do dente rachado. Outros potenciais sinais incluem dor na face que piora bastante pela manhã, na cabeça ou no pescoço.

Bruxismo tem tratamento

Após o diagnóstico, o dentista pode eliminar o bruxismo com aparelhos e desgastes seletivos dos dentes nos pontos que impedem uma mordida perfeita. Outra solução é o uso de placas de mordida, feitas sob medida para o paciente usar durante a noite. Estas placas ajudam a distribuir a força muscular em todos os dentes e não apenas em um ou dois mal posicionados.

No entanto, crianças em fase de trocas dentárias não podem usar as placas de mordida, já que sua dentição está em constante alteração. Assim, o tratamento se enquadra dentro do período pelo qual passa a criança e sua maturidade para compreender os procedimentos propostos. Em geral, atitudes mais invasivas, como placas e correções cirúrgicas, são evitadas.

Um passo importante para tentar curar ou pelo menos diminuir o bruxismo é cortar a tensão psicológica. Isso pode ser feito através da prática de esportes, ioga e exercícios de relaxamento. Já distúrbios psiquiátricos, como depressão e ansiedade, devem ser aliviados e medicados por um profissional competente.

Anúncios

Dor de cabeça pode ser caso para dentista

Se você acorda com dor de cabeça, mandíbula, ombros e pescoço, fale com o seu dentista, você pode estar sofrendo de Bruxismo.

Estima-se que 30 milhões de brasileiros sofram de bruxismo. Como descobrir se você é um deles? As dores de cabeça ao despertar podem ser uma bela indicação do problema.

Sentir dores de cabeça durante o sono, ao acordar ou durante o período da manhã, além de sonolência diurna são sintomas comuns em muitas pessoas. Remédios e soluções imediatas não resolvem, e o que muitos não sabem é que pode ser um problema tratado pelo dentista.

O que é o Bruxismo?

O bruxismo – ou ranger ou apertar os dentes durante o sono – é um distúrbio que atinge homens, mulheres e crianças, e pode causar fortes dores de cabeça.

Isso se dá graças ao esforço insconsciente que a mandíbula faz durante a noite, que causa o mal estar e as dores no dia seguinte. Durante o sono a pessoa pode apertar os dentes ou esfregá-los com força, causando uma fadiga muscular e dores na manhã seguinte. Além da dor de cabeça, o bruxismo causa o desgaste dos dentes, decorrente da pressão que eles sofrem. Todo este processo pode causar inflamação e inchaço na gengiva.

Fundo emocional

O ranger de dentes ou a excessiva pressão da mandíbula é sinal de que algo não está certo nos hábitos do paciente. Na maioria dos casos, é resultado de alguma pressão emocional. O problema deve ser diagnosticado o quanto antes para que não se transforme em um distúrbio crônico e não cause danos mais profundos à saúde bucal e emocional do paciente.

Algumas possíveis causas:

  • Ansiedade e stress;
  • Fumo;
  • Causas psicológicas (traumas ou acidentes);
  • Distúrbios do sono como ronco e a apnéia;
  • Fatores neurológicos como aumento da adrenalina;
  • Fatores externos (medicação, remédios antidepressivos);
  • Drogas;
  • Alinhamento incorreto dos dentes;
  • Consumo excessivo de álcool e cafeína.

Previna-se

A melhor maneira de prevenir o problema é cuidar bem do sono. Adotar hábitos que levem a um sono tranquilo é essencial. Também recomenda-se evitar o excesso de bebidas alcoólicas, o consumo de cigarros e drogas. Outra dica é não ingerir cafeína (presente em algumas bebidas alcoólicas, refrigerantes, chocolate, café e chá preto) após às 18h. Exercícios intensos (tanto físicos quanto mentais) de 2h30 a 3h antes de dormir também deixam o sono agitado e podem contribuir para o ranger de dentes.

Tratamento

Pode ser feito através de medicação, placa dental ou ainda fisioterapia orofacial. Esta fisioterapia pode ser feita pelo próprio dentista. Não existe um tempo estimado para a duração do tratamento, pois varia de pessoa para pessoa. O tratamento dependerá da causa da dor: que pode ser muscular ou articular.

Se a causa da dor estiver relacionada ao mau posicionamento dos dentes, o tratamento pode incluir um aparelho fisioterápico e uma placa de resina acrílica, para evitar que os dentes se encostem e estejam protegidos pela placa de resina.

A melhor opção é sempre falar com o seu dentista. Somente esse profissional pode encontrar a melhor forma de solucionar cada caso de bruxismo.