Dentistas especializados, pertinho de você!

Posts marcados ‘proteção’

Radical … mas nem tanto

Muitos acidentes com dentes acontecem quando estamos nos divertindo. Seja na hora da brincadeira, ou enquanto praticamos esportes como andar de bicicleta, skate, patins, ou jogando basquete, vôlei, futebol ou outros esportes coletivos.

O goleiro Fábio, que não é bobo, usa protetor bucal!

Ninguém pode prever um acidente, mas pode prevenir a fratura ou perda de um dente, além de mordidas acidentais nos lábios ou na língua. Essa prevenção é possível com o uso de protetores bucais.

A Associação Americana de Odontologia (ADA) estima que um terço de todos os traumatismos bucais estão relacionados com práticas desportivas.

Entre os tipos de traumatismos que podem ocorrer sem o uso do protetor bucal estão a quebra ou rachadura de dentes, fraturas de próteses, ferimentos nos lábios e bochechas, danos à raiz dos dentes, fraturas de arcada e concussões.

O que é um protetor bucal?

Protetores bucais são encontrados em todas as cores e tamanhos.

É um aparelho que se encaixa nos dentes para protegê-los de qualquer tipo de impacto. Ideais para proteger a língua e os dentes em atividades esportivas que envolvam a possibilidade de quedas, contatos físicos bruscos ou choques com objetos, os protetores ajudam a prevenir ferimentos na área da boca.

Geralmente projetados para cobrir os dentes superiores, os protetores são ainda mais necessários para quem usa aparelho ortodôntico ou ou prótese dentária. Nesse caso, é provável que o seu dentista sugira o uso de protetor bucal nos dentes inferiores também.

Que tipos de protetores bucais existem?

Independentemente do tipo, todo protetor bucal deve ser flexível, resistente à ruptura e confortável de usar. Deve também adaptar-se à boca de forma a não restringir a fala ou respiração.

Os três principais tipos de protetor bucal disponíveis no mercado são:

  • Protetores feitos sob medida:

São diferentes para cada usuário e feitos pelo seu dentista ou por um laboratório. Por serem feitos sob medida, são extremamente confortáveis e oferecem excelente proteção.

Para fazê-lo, o dentista tirará um molde de seus dentes e construirá o protetor em cima do molde. A maioria dos atletas prefere este tipo de protetor, pelo conforto que proporcionam. Mas, não se pode esquecer que infelizmente também são mais caros.

  • Protetores moldáveis em água quente:

Todos os protetores deste tipo têm a mesma forma, que pode ser alterada. Para alterar a forma do protetor, coloque-o em água quente para amolecer e morda o plástico aquecido para conseguir um bom encaixe nos dentes.

Este tipo de protetor pode ser adquirido em lojas de produtos esportivos e são mais confortáveis que os protetores comuns. Siga cuidadosamente as instruções para evitar ficar com um protetor que não se ajusta bem a seus dentes.

  • Protetores comuns:

Baratos e pré-moldados, estes protetores são prontos para o uso. Contudo, muitas vezes não se ajustam bem aos dentes e chegam a dificultar a fala e a respiração.

Quanto tempo dura um protetor bucal?

A durabilidade do protetor bucal não é muito longa. O ideal é trocar a cada ano porque, com o passar do tempo, ele se desgasta e o coeficiente de proteção se reduz.

Para adolescentes é importante trocar o protetor com certa frequência porque tanto a boca quanto os dentes estão em fase de crescimento. Muitos esportistas pedem que seu dentista faça novos protetores sempre que fazem a revisão dentária, a cada seis meses.

Manutenção dos protetores bucais

Depois de feitos os ajustes em seu protetor bucal para que este se encaixe corretamente nos dentes, é preciso que você aprenda a fazer a manutenção do aparelho. O protetor bucal só deve ser usado durante a prática de esportes ou jogos. Não morda o protetor para não reduzir a eficácia do plástico ou material laminado.

Seu dentista deve eliminar todas as bordas finas do aparelho para evitar que irritem ou machuquem a gengiva ou bochechas. Depois de usar o protetor bucal verifique se está em perfeitas condições. Se estiver danificado, substitua-o para evitar irritação na gengiva. A durabilidade do protetor depende dos cuidados que você dispensar a ele.

Depois de usá-lo, limpe-o com água fria e utilize uma escova com creme dental para eliminar as bactérias que possam ter aderido a ele durante o uso. Enxágue-o e guarde-o em um estojo, em temperatura ambiente, até a próxima prática desportiva. Vá ao dentista regularmente e peça-lhe que esclareça as dúvidas que você tiver em relação ao uso do protetor bucal nas práticas desportivas.

Anúncios